Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

Destaques

latest

Ibaneis determina que o GDF faça a vacinação de maiores de 41 anos, grávidas e puérperas, o agendamento começa agora

Por determinação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha MDB), a marcação começa neste sábado (10), às 10h, e vacinação inicia na s...



Por determinação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha MDB), a marcação começa neste sábado (10), às 10h, e vacinação inicia na segunda-feira (12), quando também serão imunizadas forças de segurança e SLU

Fotos: Renan Oliveira.

A Secretaria de Saúde abre agendamento, às 10h deste sábado (10), para que pessoas que têm entre 41 e 59 anos e gestantes e puérperas sem comorbidades escolham dia, horário e local para receber a primeira dose da vacina contra a covid-19. Confira no site para agendamento.

A programação da pasta é que as 21 mil doses da vacina Pfizer-BioNTech, que chegaram na tarde dessa quinta-feira (8), sejam destinadas para as faixas etárias e as 5,8 mil doses da CoronaVac recebidas nesta sexta (9) serão usadas para os seguintes grupos:

– 3 mil doses para concluir a vacinação dos profissionais das forças de segurança;
– 1,7 mil doses para gestantes e puérperas sem comorbidades;
– 1 mil doses para vacinação de trabalhadores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

As outras 5,8 mil doses da CoronaVac, que totalizam a remessa de 11,6 mil doses, serão usadas para a segunda aplicação.

A vacinação para as faixas etárias e gestantes e puérperas ocorrerá entre segunda (12) e quarta-feira (14), nos 55 pontos de vacinação. Já os profissionais das forças de segurança serão vacinados na Praça dos Cristais, por lista nominal, a partir de segunda (12). A vacinação dos trabalhadores do SLU será entre segunda (12) e quarta (14) no Parque da Cidade, estacionamento 13, e na UBS 1 do Lago Norte.

O processo de imunização para esse grupo etário começa já na segunda-feira (13). O avanço na vacinação está sendo possível com o recebimento de novas doses do antídoto, que chegarão até este sábado (10) ao DF. Somam-se a elas o remanejamento de 3.698 doses que estavam direcionadas a outros grupos de prioridade, mas que não tiveram procura.

De acordo com o secretário da Saúde, Osnei Okumoto, o número de vagas abertas para marcação depende de um cálculo que está sendo feito pela pasta. "Ainda está sendo definido, porque a gente faz isso dentro de 55 bases de vacinação e localizando as 'sobras' nessas bases para só então dizer quantas doses terão em cada uma delas", explicou o secretário.

Ouvidoria
A partir de agora, quem tomou a primeira dose da vacina em outra unidade da federação não precisará mais recorrer à Ouvidoria do GDF para comprovar residência em Brasília e, assim, receber a segunda dose por aqui. Segundo o secretário da Casa Civil Gustavo Rocha, a comprovação de endereço será necessária diretamente no posto de vacinação, mas deverá obedecer um critério: só será possível se a idade do cidadão já estiver sendo atendida no DF.

"Se uma pessoa de 30 anos que, por exemplo, tomou a primeira dose em São Luís do Maranhão, e tentar tomar a segunda aqui, ela não irá conseguir fazê-lo dentro do prazo, já que o critério obedecerá a ordem de idade que estiver sendo vacinada aqui."

Nenhum comentário