Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

Destaques

latest

Volta às aulas se transforma em politização, professores querem, o sindicato não

O indicativo de greve que foi aprovado pelo Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) após assembleia geral realizada nesta sexta-feira (3...



O indicativo de greve que foi aprovado pelo Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) após assembleia geral realizada nesta sexta-feira (30/7). Professores estão há quase um ano e meio em trabalho remoto. O retorno às aulas presenciais está marcado para agosto



Após quase um ano e meio sem aulas presenciais, a volta às aulas no Distrito Federal foram comprometidas por um indicativo de greve dos professores da rede pública de ensino. Nesse período os professores trabalharam por quase um ano e meio de forma remota. O retorno às aulas presenciais está marcado para agosto.

Sabemos que muitos professores, no trabalho remoto, tem se dedicado até mais do que quando estavam em sala de aula, vamos ser justos com esses profissionais.

O Sinpro-DF explicou que a decisão da aprovação do indicativo de greve visa alertar o Governo do Distrito Federal que a categoria não aceitará retorno sem todos os protocolos sanitários contra a Covid-19. Nesse ponto eles estão corretos, ninguém quer que os professores e alunos corram risco de vida. Mas não dá para boicotar a volta às aulas, antes mesmo do seu início.

Praticamente todas as outras profissões se sacrificaram em contato quase que direto e em alguns casos em contato direto com o vírus. Foi assim com os profissionais da saúde, da segurança pública e de tantos outros ramos.

Imagine se os comerciantes resolvessem parar de trabalhar por um ano e meio por conta do vírus? Parariam o Estado e quebrariam as empresas.

A situação atual é simples, nos próximos dias, o DF deve passar a vacinar pessoas com 25 anos. Mesmo assim, o sindicato dos professores entende que o GDF não deveria retomar as aulas.

Pergunto o que você acha disso?

Os professores estão pensando nos milhares de estudantes que estão com a educação e o conhecimento prejudicados por conta das aulas remotas?

O futuro dessas crianças está em jogo e sabemos que vocês professores se doam e se importam com seus alunos.

A maioria dos professores quer voltar para a sala de aula, mas o sindicato não quer. Isso é justo?

Professores, vocês são maiores que tudo isso. São guerreiros e a sociedade, neste momento, necessita de vocês.

Por muitas vezes ficamos ao lado dos professores, em outras greves, pois os profissionais necessitam mesmo serem valorizados, mas por hora, necessitamos que os professores retornem à sala de aula. O retorno é mais nobre do que pensar em greve.

Não podemos esquecer que os professores foram vacinados. Não é hora para politização, o momento não permite. No DF, o GDF reduziu o intervalo da vacina para que todos os professores estejam vacinados até o retorno das aulas.

No mais, o DF precisa dos seus professores e o sindicato precisa não transformar isso em palanque político e nem judicializar o retorno das aulas, pois a sociedade não irá aprovar. A carreira dos professores não merece isso.

Aos professores que escolheram voltar para a sala de aula, nossos parabéns e nosso respeito. Aos que preferem politizar esse momento, fica nossa reflexão e nosso apelo para voltarem para a sala de aula.

Nenhum comentário