Header Ads



Delegados enviam ao GDF ofício cobrando promessa de paridade com a PF

Por Elijonas Maia


Delegados da Polícia Civil do Distrito Federal enviaram um ofício nessa quarta-feira (19) ao governador Ibaneis Rocha e ao secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo Souza, cobrando a promessa da paridade da PCDF com a Polícia Federal. O ofício foi aprovado em assembleia da categoria, por unanimidade, e assinado pelo Sindicato dos Delegados do DF (Sindepo-DF).

“Nós esperamos que o governo entenda a situação lamentável que estamos de perdas salariais, constituindo a carreira com maiores perdas do DF, e que cumpra com o compromisso de campanha de restauração da paridade remuneratória com o DF. Hoje esse esforço representaria apenas a recomposição das perdas inflacionárias do período do atual governo, ou seja, apenas nos devolveria à situação do início do governo, não sendo um pedido desarrazoado”, declarou o delegado Rafael Sampaio, presidente do Sindepo-DF, que até o fim do ano passado era secretário executivo da Secretaria de Governo da Presidência da República ao lado da ministra Flávia Arruda.

Na assembleia, os investigadores também aprovaram que os servidores não marquem a partir de fevereiro o Serviço Voluntário Gratificado (SVG), que é o plantão noturno para manter as delegacias abertas 24h. Os delegados recebem gratificação por esses plantões adicionais.

O Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-DF) também está com a mesma campanha e aprovou as mesmas demandas com os agentes, incluindo a não-marcação de plantões a partir do mês que vem.

“A administração terá que fazer opções, ou mantém os plantões, ou param as investigações. Não tem como manter esses serviços sem o serviço voluntário, pois a opção é escalar, e escalar gera folga, diferentemente do SVG”, explica Sampaio.

A reportagem procurou o GDF e a SSP-DF sobre o ofício recebido pedindo posicionamento sobre o tema, mas ainda não obteve retorno. O espaço está aberto para manifestações.

Postar um comentário

0 Comentários