Header Ads



Delmasso é o autor do PL que cria a campanha "Eu Quero uma Família"

Campanha ocorrerá anualmente para conscientizar população sobre o direito de crianças e adolescentes serem integrados a uma família

Foto: Rogério Lopes.

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, deputado Delmasso (Republicanos), protocolou projeto de lei que institui a campanha "Eu Quero uma Família", a ser realizada anualmente no mês de maio em todo o Distrito Federal.

A campanha tem como objetivo divulgar o direito de crianças e adolescentes a serem integrados a uma família. Em diferentes regiões do Distrito Federal, crianças e adolescentes passam por problemas familiares como abandono, agressão física ou psicológica, ameaças, situação de fome, dentre outras ocasiões que exigem a transferência da tutela da criança ao Estado.

Em outros casos, crianças se tornam órfãs e são deixadas em orfanatos para que possam ser adotadas em seguida. Nesse sentido, é importante conscientizar a população em geral e promover debates junto ao Governo e aos órgãos e entidades envolvidas com o objetivo de garantir o direito dessas crianças a uma família.

O projeto menciona a proposta intitulada "em busca de um lar" elaborado pela Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal, embora o projeto seja um bom instrumento legal, ele ainda se adequa às características que cada família exige para adotar uma criança.

Delmasso apontou que as dificuldades na adoção de aproximadamente 130 crianças e adolescentes que aguardam adoção no Distrito Federal, pois as 543 famílias habilitadas para adotar não o fazem. O deputado disse que a adoção não acontece " em razão da idade, por fazerem parte de grupos de irmãos ou por terem problemas de saúde", afirmou.

Nesse sentido, a campanha "Eu Quero uma Família" será um instrumento fundamental para não somente conscientizar a população, como também evidenciar os sentimentos dessas crianças e adolescentes. "Encontrando uma família, essas crianças e adolescentes terão experiências novas, momentos afetivos e poderão construir vínculos familiares por meio da adoção" afirmou o deputado.

Ao ser aprovado, o projeto se tornará lei e deverá ser cumprido pelo Poder Público, que promoverá as atividades de apoio no sentido de fornecer ampla publicidade e executar atividades em diferentes setores da sociedade para a plena conscientização dos cidadãos de Brasília.

Postar um comentário

0 Comentários