Header Ads



Brasília e Recife recebem workshop para o enfrentamento à violência de gênero

O Projeto Defesa das Mulheres, liderado pela especialista em segurança, Vanessa Ribeiro, visa conscientizar as várias formas de agressão e estimular o empoderamento feminino. Somente durante o primeiro ano da pandemia, 17 milhões de mulheres podem ter sofrido algum tipo de violência física ou psicológica  


Mais de 260 mil mulheres sofreram lesão corporal dolosa, em 2019. Os dados estão no 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No contexto da pandemia do Coronavírus, este cenário é ainda mais preocupante. De acordo com a pesquisa “Visível e Invisível: A Vitimização de Mulheres no Brasil”, realizada pelo Instituto Datafolha em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança, estima-se que 17 milhões de mulheres tenham sofrido algum tipo de violência física ou psicológica durante o primeiro ano de isolamento social, de março de 2020 a março de 2021.


Por essa razão, o Projeto Defesa das Mulheres estará promovendo uma série de workshops para incentivar o enfrentamento à violência contra a mulher. O ciclo de debates foi idealizado pela especialista em segurança, treinamento e defesa pessoal, Vanessa Ribeiro Matos, e está previsto para acontecer em Brasília e Recife entre os meses de fevereiro e maio.


O evento visa conscientizar a sociedade sobre os diversos tipos de violência contra a mulher, estimulando e encorajando o empoderamento feminino. “As palestras são didáticas, práticas e objetivas. Por ser um tema de extrema importância social, acredito que o debate se torna a melhor ferramenta para auxiliar na transformação social, seja em casa, na rua ou no ambiente de trabalho”, ressalta Vanessa Ribeiro.


Ao todo, mais de 6 mil mulheres já foram diretamente impactadas pelo projeto que conta com a parceria da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O primeiro ciclo de workshops, em Brasília, será composto por 28 ações independentes. Essas atividades serão realizadas em escolas, igrejas, ONGs, comunidades e instituições carentes. Já a cidade de Recife deve receber mais 20 ações.


As palestras vinculadas ao projeto serão dirigidas às alunas, professoras, servidoras e mulheres em condição de vulnerabilidade social. Além disso, haverá demonstrações de defesa pessoal derivadas de técnicas de fácil execução, otimizando, assim, o aprendizado coletivo. “As primeiras ações do Projeto Defesa das Mulheres em 2022 serão essenciais para reforçar a importância de uma pauta que afeta diariamente milhares de pessoas ao redor do mundo: o combate à violência de gênero”, conclui a especialista Vanessa Ribeiro.



Sobre Vanessa Ribeiro - Criadora do Projeto Defesa das Mulheres, surgido em 2019, Vanessa Ribeiro Matos é consultora e especialista em segurança, treinamento e defesa pessoal para mulheres. Diplomada pela Federação Sul Americana de Krav Magá. Em 2017, Vanessa recebeu o título de Cidadã Honorária de Brasília pelas contribuições prestadas no enfrentamento à violência contra a mulher. 


SERVIÇO

Vanessa Ribeiro

Instagram: @vanessaribeirokm


Postar um comentário

0 Comentários